Qual agência escolher?

18 mar

Olá, pessoal!!!

Anda meio difícil eu vir dar o ar da graça aqui, né?!Tanta correria, isso acontece mesmo!!!

Mas, hoje meu post vai ser sobre as agências de intercâmbio, algo que com certeza causa dúvida em muitas, como estava me causando até dias atrás. Cá entre nós, escolher a agência é algo relativamente complicado. Existem muitas agências de Intercâmbio e cada uma com um valor diferente, mas que oferecem o mesmo serviço. Aí complica mesmo!!!Eu estava em uma dúvida cruel quanto às agências, sem saber qual escoolher..Pesquisei, perguntei, fiz contato e no final das contas, a escolha deve ser pela que te passa mais segurança, que te atende melhor e algo crucial que me fez decidir: analisar as vantagens e desvantagens. Depois de muito conversar com as meninas e analisar bem, decidi ir pela STB -APC. Eu já havia feito o teste de Inglês, como contei em outro post, mais foi algo sem compromisso e eu estava decidindo. E o que me levou a escolher a STB e não as outras? Bem, vamos lá…

Eu já tinha contactado a CC e estava quase certa que iria por ela, só que precisei ligar lá e o atendimento foi péssimo, a atendente me respondendo como se eu tivesse a obrigação de saber…Já fiquei meio com o pé atrás…Mesmo assim, continue pesquisando e até fiz minha pré inscrição no site!Eles nunca me ligaram e tudo foi por e-mail, e sabe aqueles e-mails prontos que mandam para todos, então…Já começei a desanimar com eles…

Eu tb já havia contactado a STB  por e-mail, a atendente foi super atenciosa comigo, respondeu minhas dúvidas (que eram muitas) e continuam sendo. Tudo isso foi ano passado. Esse ano voltei aos contatos e a atendente da STB tmais uma vez, super simpática e me ligou, eclarecendo minhas dúvidas e me auxiliando. Porém, o que me fez escolher a STB mesmo é a questão de várias famílias poderem ver seu APP, enquanto na CC somente uma por vez!!

Foi a que mais me passou segurança e espero continuar satisfeita com minha escolha!

Existem muitas outras empresas de Intercâmbio bastante conhecidas como a Experimento, Expert, CI, World Study, etc…Acho que é  ideal esclarecer todas as dúvidas, analisar as vantagens, valores..

Com relação aos valores, não vi muita diferença entre as agências que pesquisei…O valor  da STB é US$980,00  um valor razoável e pode ser dividido e tal. A inscrição é US$196,00 e o restante pago depois do match!!!Algumas agências tem um valor maior, outras valores menores…

No final todas tem o mesmo objetivo e vão prestar o mesmo serviço. Existem muitos elogios, reclamações e por aí vai!!!!E não adianta querer comparar o tempo das meninas entre inscrição e match para escolher agência, pois isso depende do felling entre família e você, suas qualificações, capricho no APP e afins..Do mesmo jeito que em tal agência a menina consegue match em 2 semanas, existe meninas que demoram semanas para terem uma família com o APP e meses para o MATCH. Tudo é sorte e capricho na papelada e no vídeo, além do bendito felling!

Bom, é isso!!Espero ter ajudado quem ainda tá com alguma dúvida quanto à agência…

Bjos e até (=

ps:aproveito para mandar um bjo para Mary, que me citou no seu blog!!Uma fofa, que torço sempre!!!

Grupo do Facebook!!

2 mar

Carambolas, me ausentei geral do blog!!!Afinal, to correndo tanto…Faculdade, textos e agora emprego novo!!!Vou ser an English teacher!!Confesso que to bem feliz, morrendo de ansiedade e nervoso…Mas, veio em ótima hora e me ajudará bastante, profissionalmente e FINANCEIRAMENTE, o melhor…hahaha

Mas, resolvi escrever esse post especialmente para o Grupo de Au Pair do Face (olha a metonímia)!!Depois que a Mary Melo me adicionou ao grupo confesso que me tornei outra pessoa!!(aloka)hahaha

Brincadeiras a parte, eu só tenho que agradecer a criadora Sté por essa benção!!O único defeito do grupo é ser viciante, eu não desgrudo um minuto sequer quando estou no pc e e fico toda hr atualizando para ver se tem alguma new!!! A verdade é que esse grupo é uma verdadeira família!!!Me sinto tão amparada e cúmplice de todas. Esse grupo causa um misto de sentimento em todas nós que decidimos ser au pair…Um caminho longo, que não é fácil desde a decisão e olha que tem muita água pra rolar debaixo dessa ponte!!!

Acompanho diariamente toda a luta, esforço, alegria, tristeza, dúvidas, certezas, incertezas e por aí vai de todas essas sonhadoras do grupo!! Esse grupo alivia, consola, dá raiva, faz rir, chorar, animar, desanimar e assim por diante.

Cada visto concedido é uma alegria, uma comemoração…Cada visto negado é uma tristeza, mas a certeza de que o sonho não acaba ali e que sonho é assim mesmo…Tem que ir atrás e dar a cara a tapa…

Vejo as meninas que não tem apoio familiar e isso me dxa triste, mas isso não se compara ao orgulho e a felicidade que tenho em saber que não é por isso que vão desistir e que issio dará mais força ainda!!

As que buscam o rematch, vejo a angústia, mas vejo também a esperança e a vontade de conseguirem o que desejam.

As que estão no começo do processo, que tem milhões de dúvidas, assim como eu, que sofrem junto, que dividem opiniões, que se revoltam e enfim…que vivem todo esse mundo meio louco de ser au pair!!

Tenho orgulho imenso de todas, pois cada uma vai atrás do seu sonho do jeito que dá, do jeito que pode, do jeito que a vida permite…Se privam de muitas coisas, desafiam as famílias, encaram de peito aberto…

Cara, eu me sinto honrada em fazer parte desse time e de coração amo todas já!!!Não é ceninha, mas eu gosto de cada uma como se fosse minha amiga de infância….é algo inexplicável!!Vcv me entendem, tenho certeza!!!

A todas que me ajudam com informações, Bia, Mary, Hellen, Rafa, meu muito obrigada!!!As demais, espero ter mais contato e poder dividir essa loucura!!!

Chega de melação, né não!!Vamo agita a bagaça e ir atrás….Para quem tá indo, Boa Sorte e arrasem na Terra do Tio Sam…Para as que vão tentar o visto, Boa Sorte e tdo dará certo…Para as, que nem eu, estão no início, bora correr atrás e entregar essa bagaça de app logo!!!

Bjos, meninas!!!Até o próximo post!!

Acho que o post ficou meio “melado”, mas é que esses assuntos realmente me deixam sensível e emotiva, deu pra perceber, né?!

Good News!!!!

20 fev

Olá, meninas…Quanto tempo, não?!

Estava sem inspiração e sem novis, por isso fiquei “off” do blog esse tempão…Mas como costumam dizer, quanto vem uma coisa ruim, vem tudo junto…O mesmo vale para as coisas boas e posso dizer, felizmente, que se aplicou a mim nessa última semana!!!Caramba, foram tantas notícias boas!!

Primeiramente, eu passei no teste de Inglês da STB-APC!!!Ainda não decidi definitivamente sobre a agência, e falarei sobre isso em outro post…Mãs, fiquei muito feliz com o resultado…Na hora que a menina me ligou (17/02/11) eu fiquei tão nervosa e pra ajudar a ligação caia toda hr…Eu ficava andando de um lado pro outro, a ligação tava ruim e não conseguia entender…Meu, que desespero…hahahaha..Enfim, deu tudo certo…Superei a nota mínima, que happiness!!!

Como eu tb estou necessitando de horas com crianças, consegui um estágio com a filhinha da minha prima….Ela tem 4 meses e é simplesmente linda!!!!Daí posso pegar as referências do under 2 por ser familiar!!!To na busca agora por um serviço voluntário para maiores, já que quanto mais experiêcia, MELHOR!!

A outra boa notícia é que fui chamada pra trabalhar na Escola que eu fiz estágio ano passado!!Já fui na reunião hoje e to super contente…Com um frio na barriga, mas muito satisfeita!!! Além de tudo isso, eu engordo meu porquinho para a viagem, né?!

Sei que essa semana foi um turbilhão de boas notícias e to muito feliz e bem confiante!!!

Agora, minha carteira está em andamento…Vou marcar a prova teórica e quando for o dia, eu aviso vcs e rezem bastante pra eu passar…Quando mais rápido eu tirar, BETTER!!!

Bom, folks é isso!!!Só notícia boa, né não?!Desejo para todas muitas good news como as minhas e comentem, tá?!

Bjos e até o próximo post!!!

 

 

E o bendito English…..

13 fev

Creio que todas aspirantes a au pair têm um grande receio, like me, com a comunicação quando estiverem nos EUA….Confesso que isso me deixou preocupada durante um bom tempo, desde que eu decidi ser au pair!!!Meu English não é perfect, mas dá pro gasto…hahaha

Tenho bons conhecimentos, já tive que me virar umas três vezes e conversar com americano e até que consegui…Fiquei hiper,ultra, mega nervosa quando isso aconteceu, mas foi!! Mas, de qualquer maneira pensar na ideia de só se comunicar em Inglês assusta…E apavorada como eu só,ano passado já fui me matricular em um curso de Inglês para melhorar, mas sinceramente aconselho as meninas a NÃO fazerem esses cursinhos por aí…Não que eles sejam ruins, mas acabam na mesmice e não acrescenta nada, pelo menos foi assim pra mim…O ideal são aulas de conversação ou professor particular, pois é uma coisa mais intensa e pelo que já ouvi falar gera ótimos resultados.

Esse medo é normal, pois já conversei com várias meninas e muitas disseram que foram com o basicão mesmo e tudo é uma questão de tempo..e outra, a host family tem em mente que o Inglês das futuras au pairs é básico, afinal um dos objetivos das au pairs é ficar fera na segunda língua..

Para quem já tem um conhecimento eu acho sinceramente que estudar em casa é uma ótima opção…Conversei com my mother e ela me deu essa ideia e disse que seria bobagem gastar com curso..Eu pensei e realmente é uma verdade…

Escutar músicas, assistir filmes, treinar pronúncia, ler matérias em Inglês mesmo que não se entenda tudo são ótimos exercícios para se manter em contato com o Inglês…Posso dizer que com força de vontade é possível, sim!!!! Tenho amigos do colegial que sabem Inglês só estudando em casa, ouvindo músicas e afins…

Andei pesquisando bastante na Internet e encontrei vários sites legais que auxiliam no aprendizado de Inglês, inclusive recomendo SUPER este blog com dicas maravilhosas, dá pra treinar conversação e tdo mais!!!Simplesmente incrível!!

http://www.englishexperts.com.br/

Ótimo site  para nós futuras au pairs e muito útil!!!

Para quem como eu vai estudar em casa e treinar bastante, Boa Sorte…

Até o próximo post!!!(=

Post By Bia!!!!

10 fev

Bom, pessoal!!!Convidei a Bia, que vai embarcar dia 03 de abril para os EUA, para escrever um post sobre a sua saga para se tornar uma au pair!Uma fofa e sempre disposta a ajudar!!! Muito obrigada, Bia pelo post!!!

Oi, meninas! (By Bia)

Fui convidada pela Rê para escrever sobre minha experiência (ou falta de) como au pair para vocês.
Eu só decidi que seria au pair depois de pesquisar todos os tipos de cursos de inglês no exterior e comparar custos e benefícios.
Cheguei à conclusão de que o au pair seria perfeito pra mim, pois sempre adorei crianças e tive jeito com elas, além de que o orçamento ficaria baixo e não daria dor de cabeça para papai e mamãe 🙂
Não foi uma decisão fácil, pois ainda não terminei a faculdade (estudo Publicidade e Propaganda na PUC de Campinas), acabei de terminar o 2º ano. Além disso, já “perdi” alguns anos fazendo a faculdade errada (estudei um ano de Artes Visuais e Design e resolvi mudar para PP) e cursinho pré-vestibular, que não ajudou em nada, pois acabei não entrando na universidade pública que eu queria.
Tenho 21 anos e meio (faço 22 em junho) e ainda não sou formada. Isso facilita conseguir um visto americano, mas atrasa a vida, né?
A outra coisa é: eu já trabalhava na minha área numa agência de publicidade e precisaria largar o emprego para fazer um estágio com crianças, pois ainda não tinha a quantidade de horas necessárias para realizar o programa.
Pensei, pensei, pensei e pronto. Larguei o emprego, comecei um estágio não remunerado em uma creche e terminei o 4º semestre da faculdade!
Eu demorei 5 meses para fazer todas essas coisas. Só entreguei meu application no final de dezembro de 2010.
Fui passar o ano novo e o começo de 2011 no Rio de Janeiro com meu namorado e 2 dias depois que voltei, meu perfil ficou online no Au Pair Room!
No dia seguinte já apareceu a primeira família, o que me deixou muito empolgada! Eu andava lendo dezenas de meninas dizendo que ficam meses online e só falam com uma, me senti muito sortuda de aparecer uma família no meu primeiro dia online! Empolgada, já queria fechar um match… mas aí caí na real: seriam gêmeos recém nascidos, pois a host mom ainda estava grávida! Eu morreria de tédio sozinha em casa com crianças que não dá pra interagir. Até falei com a host mom o Skype, foi muito legal, mas eu desanimei.
No dia seguinte, apareceu a segunda família no meu profile! APAIXONANTE! O pré-requisito principal deles é que a au pair fique mais de 1 ano com eles, estendendo o programa para 6, 9 ou 12 meses. Tive que pensar muito sobre isso, mas gostei tanto da família que resolvi considerar. 4 kids lindas da Pennsylvania. Foi com essa que fechei o match! 🙂
Antes de fechar o match, apareceram outras 2 famílias que não gostei tanto, aí acabei ficando com a segunda mesmo.
Estou muito animada e esperando ansiosamente pelo dia do meu embarque, que será 3 de abril 🙂
Já dei entrada na minha PID e agendei meu visto. Torçam por mim no próximo dia 23!
Morarei em Sellersville – PA, terei um carro só meu e outro só para levar as kids na escola! Minha cidade fica a 30 minutos da Philadelphia e 1h30 de New York City!
Ah, minhas kids são: o Jess (5 anos), Sophia (4 anos), Anna (10 meses) e Beau (10 meses). 2 meninas e 2 meninos lindos!
Minha host mom trabalha em casa e contarei com a ajuda dela. Isso é importante! Dizem que é horrível ter a host mom em casa, mas essa família já teve 3 au pairs antes de mim e conversei com todas elas! A atual au pair falou comigo pelo Skype e foi muito fofa. Adorei e me senti muito mais segura com as boas referências!
Esse post já tá ficando enorme, pois tenho muita coisa pra contar.
Eu tenho um blog, onde tento postar todos os dias dicas sobre o processo para se tornar uma au pair, mas tudo isso baseado na minha experiência, que não é muita!
Se tiverem interesse, o endereço é: http://aupairnoseua.com.br.
Ah, tenho um Twitter também, onde posto os resumos da minha saga. Foi por lá que conheci a Rê 🙂 Sigam @aupairnoseua!
Beijos e boa sorte para todas as meninas que tem o mesmo sonho que o meu 🙂

Mas afinal, o que faz uma au pair?

9 fev

Muitas pessoas e amigos me perguntam: Mas, o que é ser au pair? Muitos se surpreendem com o preço do programa, acham loucura ir pra casa de “desconhecidos”, pensam que podem existir famílias terroristas e por aí a imaginação flui….

A verdade é que o programa “AU PAIR” é regulamentado pelo Governo Americano e um programa totalmente sério, prova disso são  as várias etapas que devem ser cumpridas para realização do intercâmbio.

A definição abaixo explica bem as funções das au pairs:

Au pair

O título vem do termo Francês au pair, significando “a par” ou “igual”, indicando que a relação se destina a ser um entre iguais: a au pair é destinada a tornar-se um membro da família, (embora título temporário) em vez de um doméstico. Na melhor das circunstâncias, ambas as partes beneficiam-se de aprender sobre a cultura do outro. Au pair, “ao par” em português, é um programa de intercâmbio cultural, com duração média de 12 a 24 meses para jovens, normalmente do sexo feminino (porém existem também do sexo masculino), o nome refere-se as condições de igualdade de condições oferecidas pelos programas de intercâmbio.

.Onde atua

A au pair é recebida em um país de língua estrangeira por uma família com crianças, onde recebe moradia, uma bolsa de estudos e, tem como responsabilidade o cuidado com a(s) criança(s) e da administração doméstica. Uma oportunidade para jovens que querem conhecer um novo país, aprender uma nova língua e garantir um trabalho remunerado neste processo.

.Tratamento

Uma au pair deve ser tratada como uma parte igual da família, não como um servo e não deve ser obrigada a usar uniforme. Não pode haver mal entendidos em ambos os lados sobre o que isso significa. A prática usual é que a au pair faça suas refeições com a família na maior parte do tempo e participe em algumas das actividades habituais, como passeios e viagens. No entanto, a família anfitriã normalmente espera ter algum tempo para si mesma, privado, especialmente à noite. Durante este tempo, uma au pair pode retornar a seu quarto para assistir televisão, estudar ou sair com amigos.

Como funcionário, muitos países têm limites, estabelecidos pelo governo, de quantas horas a um au pair é permitido trabalhar. As tarefas podem incluir levar crianças para a escola, levar as crianças para as atividades escolares, cozinhar, limpar, engomar e babysitting. Cada estágio varia dependendo da família anfitriã. À au pair é dado um subsídio mensal e todas as despesas são pagas pela família anfitriã.

.Tipos

Há basicamente dois tipos de programas de au pair: os oficiais e reconhecidos pelos governos internacionais ou os no formato bolsa de emprego, em que famílias interessadas e candidatas entram em contato sem intermediários oficiais. Os Estados Unidos são o destino mais procurado para este tipo de intercâmbio.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Au_pair



Au pair: Um sonho possível….

3 fev

Como prometido aqui estou eu para contar pra vcs sobre a minha decisão de seu au pair (que frio na barriga, não?!)

Ah..vou escrever de verde, já que significa esperança e isso o que mais precisamos ter, não é meninas aspirantes a au pair?!
No post anterior contei sobre minha paixão pelo Inglês e foi bem na época que comecei a estudar que pensei em fazer intercâmbio, mas na verdade eu nem fazia ideia de como isso funcionava. Era a fome com a vontade comer (que comparação tensa, não?!). Eu viajaria e realizaria meu sonho de conhecer os EUA e aprenderia Inglês, uma maravilha não é?! Sim, uma maravilha, porém não tão simples como se pensa. Por enquanto naquela época era só vontade, um sonho, planos a longo prazo. Uma época minha mãe havia comentado comigo sobre uma empresa de intercâmbio que o dono da escola de Inglês tinha dito pra ela (ela ia lá na escola na época de matricula chorar um desconto…hahaha e provavalemente ela sempre comentava que eu AMAVA Inglês e tinha vontade de ir para o exterior). Eu nem tinha dado importância na época para isso, não que eu tivesse desistido, mas cada coisa no seu tempo (eu amo dizer isso, mas é a mais pura verdade). Quando entrei na faculdade vi que já podia agilizar esse sonho, mas o que me desanimava era o preço dos intercâmbios (eu ouvia os preços de pessoas que já tinham ido e minha vontade era chorar). Resolvi pedir o papelzinho pra ela com o site e acessei. Caramba, na página inicial de cara o quadradinho…Au pair: trabalhe e estude por (na época era mais barato que atualmente, pouca coisa..mão lembro o valor) e ainda dividia…Ah…eu amei aquilo e pensei esse é o programa ideal pra mim!!!E o trabalho era cuidar das criança..Ah!!!Como eu adoro crianças!!!!Já cuidei do meu priminho uma vez e tenho enorme paixão por ele, eu me apego fácil com crianças. Daí eu fui ler tudo certinho e vi que eu me encaixava, a única coisa que me faltava era a carteira de motorista, mas isso eu tirava e já estava com planos de fazer isso antes mesmo de ler sobre o programa. Mandei um e-mail para a empresa e a atendente me ligou, foi super fofa e esclareceu minhas dúvidas. Eu impulsiva que só já quis fazer tudo de uma vez, sem mesmo pesquisar mais e conversar com outras au pairs…(meu maior defeito é não saber esperar e querer fazer tudo no impulso)..Resultado: Quase fiz minha inscrição nessa empresa, mas a minha sorte é que Deus me conserta nessas horas e consegue reverter minhas decisões…Eu decidi pesquisar mais, conversar com quem pretende ser e quem já é e pra isso sempre add no msn, sigo no twitter, add no orkut, face e daí por diante. Esse contato com as meninas é maravilhoso, vc cria um vínculo bacana e pode trocar ideias, afinal podemos nos considerar uma família!!!Todos os dias eu leio os posts na comunidade do orkut, acompanho os blogs (acompanhem o meu tb!!!hihi) e aprendo a cada dia mais com as experiências das meninas, as estórias, as informaçãoes (super utéis)…Afinal, ano que vem estarei lá e passarei por tudo isso!!

Eu já pensei em fazer intercâmbio em outro país também nesse tempo e cheguei a conversar com uma ex teacher minha, pois ela vende cursos na Irlanda…Pensava em fazer mil coisas para juntar a grana, mas realmente é muito dinheiro e fora a insegurança de chegar em um país sem ter emprego, moradia (isso me assusta)…Sempre mantinha contato com ela (mantenho até hj) e quase…quase que eu fui parar na Irlanda no meio do ano passado…Tinha uma família que precisava de uma au pair e ela me disse about e conversamos. Porém, não era ela que tava cuidando disso, era uma amiga dela..Fiz minha personal letter, enviei fotos e tudo…mas como eu não tinha driver’s license a família não aceitou….Confesso que eu fiquei frustrada e fiquei muito triste!!!Mas cada coisa no seu tempo(nunca vou me cansar de dizer isso)!!!

Nessa época eu ainda trabalhava e fazer o intercâmbio seria perfeito (eu não aguentava mais trabalhar, mas tinha que continuar, como eu ia bancar minhas baladas, comprar minhas roupas e afins)…Eu realizar meu sonho e de quebra sair daquele tormento!!!As vezes eu sentia que o intercâmbio era como uma fuga pra mim…Até era, pq eu não queria mais aquilo pra mim, queria viver uma nova vida, conhecer pessoas novas, melhorar meu Inglês e amadurecer…Mas não queria pensar que era uma fuga, afinal eu estaria fugindo dos meus problemas!!Na verdade eu nem sei bem definir essa sensação, mas a verdade é que tudo isso me deu mais forças pra batalhar e ir atrás do meu sonho!!!

Por mim (impulsiva que só) eu queria ir esse ano para os EUA, mas minha tia e meu tio (exemplos de profissionais) me aconselharam a ir depois que eu formasse por “n” motivos. Até minhas amigas da facul concordavam com isso. Enfim, eu pensei e resolvi adiar minha decisão…Só adiei pq todo esse tempo passando por tantas coisas, dúvidas, eu vi que realmente devemos esperar mesmo…A gnt entende, amadurece e constata que tudo depende de “n” coisas para acontecer e quando tiver que acontecer, vai acontecer!!!

Esse ano é meu último na facul e eu sei que a correria é grande, tem o TCC, tenho que tirar minha carteira de motorista, conseguir um estágio para cuidar das kids, tirar passaporte, me inscrever na agência, melhorar meu Inglês..Ufa!!!Caramba, será que vai dar tempo? Se vai eu não sei, mas o que estiver ao meu alcance eu vou fazer e empenho não vai me faltar!!!Tudo que eu fizer vai ser com vontade, garra e persistência..

Muita gente duvida que eu tenha coragem de ir, principalmente minha vó que muitas vezes me critica sabe (coisa de família), acha que eu sempre deveria fazer mais…As vezes eu tb acho, as vezes eu me acomodo demais, deixo pra depois…Mas aí eu penso….Poxa, tem tenta gente aí que não quer nada da vida, se contenta com pouca coisa e eu que to estudando, nutrindo um sonho, indo atrás, faço pouco? Pois é, não dá pra agradar todo mundo e sempre vai ter alguém “mala” (não acho minha vó mala, só as vezes) dizendo coisas a seu respeito e te criticando…Sabe do que mais? Eles é que alimentam cada dia mais essa minha vontade e me dão forças para realizar esse sonho!!!

Quando minha vó disse que não botava fé que eu ia, foi aí que eu tive mais forças ainda…Quem não acredita que eu vou, se prepare!!!!Eu vou sim e vou dar o melhor de mim!!!

Minhas amigas já disseram se eu ia ter coragem de ir, que elas teriam medo de ir sozinha(eu não estarei sozinha, Deus sempre estará comigo, além das amigas au pairs que eu vou ter e até já tenho)!!!Caramba, coragem é algo que nunca me faltou!!!!

Eu sei que não será fácil, que eu vou sofrer, que vou chorar (capricorniana é chorona), que vou pensar muito no Brasil, mas tudo exige sacrifício e esforço…se não fosse assim, não teria pq valer a pena!!!A gnt precisa superar nossos limites, ver até onde a gnt pode chegar, tem que ir de peito aberto, enfrentar tudo e viver intensamente….Afinal, a gnt tá no mundo pra que?

“É graça divina começar bem. Graça maior persistir na caminhada certa. Mas a graça das graças é não desistir nunca” (Dom Hélder Câmara)

A partir dos próximos posts vou contar sobre os processos, cada etapa que eu for completando, curiosidades e informações sobre o programa!!!

Até o próximo post!!!(=